Sábado, 20 de janeiro de 201820/1/2018
(46) 984 000 614
Parcialmente nublado
18º
21º
26º
Barracao - PR
Erro ao processar!
Seu Negócio Tri Banner topo
COBERTURAS
Solidariedade: família recebe a visita do papai Noel e ganha presentes
Três crianças do bairro São Cristovão terão um natal mais feliz
-
Postada em 24/12/2015 ás 00h04
Solidariedade: família recebe a visita do papai Noel e ganha presentes

A vontade de fazer o bem se espalha quando se aproxima do natal. Essa é a época do ano, em que as pessoas se sentem sensibilizadas em ajudar aqueles que mais necessitam. Com esse intuito, a Rádio Onda Sul Fm, adotou algumas cartinhas destinadas ao papai Noel de Francisco Beltrão. “Fizemos uma triagem dos pedidos e escolhemos aqueles que fizeram pedidos que consideramos ser capazes de serem atendidos”, explicou Ademir Macagnan, repórter da Onda Sul que tomou a iniciativa.



Hoje, 23, com o auxílio do papai Noel oficial de Francisco Beltrão, a família do seu Alduíno Rodrigues foi atendida. Ele mora na rua Pedro Vedana, 154, no bairro São Cristovão, em Francisco Beltrão. Numa casa simples, Alduíno mora sozinho e sustenta os três filhos. Eric, Isabela e Emerson com 9, 7 e 4 anos, respectivamente, receberam das mãos do papai Noel, materiais escolares (mochila, caderno, cartolinas, estojo completo), carrinhos para os meninos e uma boneca para a menina, além de chocolates, balas e doces em geral.



O drama familiar é eminente. Há dois anos desempregado, com diabetes e impossibilitado de trabalhar, Alduíno se emociona em falar que vive do programa Bolsa Família e da ajuda de pessoas do bem. “Eu tomo remédios controlados, emagreci 15 quilos, desde quando bebi todas e acabei levando uma pancada na cabeça e tive um derrame cerebral. Desde então não sinto mais cheiro, não tenho paladar e sobrevivo com a ajuda do Eliel de Mello, que é mais ou menos, o responsável por mim, já que tenho esse transtorno”, contou o pai.



A mãe das crianças, Elenir Tártari da Costa visita esporadicamente os filhos, mesmo morando na mesma cidade. “Nós somos separados, mas quando ela quer ver os filhos, eu deixo, mas ela precisa me avisar com antecedência”, falou Alduíno.



Ele contou que se não fosse a solidariedade das pessoas, o natal das crianças seria triste, sem presentes, nem chocolate. “Agradeço a todos que colaboraram. Fico muito emocionado em ver a felicidade dos meus filhos. Se não fosse a ajuda de vocês, eu não teria dinheiro para comprar nenhum presentinho” finalizou.


FONTE: rbj?Solidaredade
tags:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
176
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium