Quinta, 21 de setembro de 201721/9/2017
(46) 984 000 614
Céu limpo
18º
25º
31º
Barracao - PR
dólar R$ 3,14
euro R$ 3,75
BIZARRO
Leia com muita atenção por favor
Preste atenção nesse texto e no poema
-
Postada em 05/07/2016 ás 14h55 - atualizada em 05/07/2016 ás 15h09
Leia com muita atenção por favor

Lembre desse aviso e repasse para os demais ficarem avisados.
Pois esse aviso avisará muitas pessoas para ficarem avisadas.
Portanto avise todos que possam ser avisados desse aviso.
Pois esse aviso é um aviso muito importante a ser avisado.
Com isso todos estão avisados.


Obrigado.


Agora, leia nosso poema:


   POEMA DO CUME


   No cume daquela serra
   Plantei uma roseira
   O mato no cume cresce
   A rosa no cume cheira


   Quando cai a chuva fria
   Gotas no cume caem
   Lagartos no cume entram
   Abelhas do cume saem


   Mas se cai chuva grossa
   A água no cume desce
   O orvalho no cume brilha
   A floresta no cume cresce


   Depois que a chuva cessa
   Ao cume volta a alegria 
   Pois torna a brilhar de novo
   O sol que no cume ardia


 
FONTE: Os Vigaristas/PAN/(Foto:Ilustrativa)
tags:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
217
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium