Quinta, 26 de abril de 201826/4/2018
(46) 984 000 614
Ensolarado
17º
23º
26º
Barracao - PR
Erro ao processar!
Seu Negócio Tri Banner topo
TECNOLOGIA
Pesquisadores da Ufla desenvolvem doce de frutas sem adição de açúcar
Objetivo foi chegar a um doce recomendado pra qualquer tipo de pessoa. Produto tem baixas calorias e é recomendado para diabéticos.
-
Postada em 23/07/2016 ás 11h29
Pesquisadores da Ufla desenvolvem doce de frutas sem adição de açúcar

Pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (Ufla) desenvolveram um processo de produção de doces de frutas sem adição de açúcar. A iniciativa tinha como objetivo chegar a um doce recomendado pra qualquer tipo de pessoa, em especial para os diabéticos.


O trabalho foi desenvolvido pelo Departamento de Ciência dos Alimentos da Ufla, começou em 2010 e teve o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais.


Os doces são preparados sem adição de açúcar e utilizando frutas comuns da região do cerrado. "Graviola, o maracujá do serrado, olhamos o marolo, genipapo, murici, e essas foram as principais frutas representativas comercialmente e que tem uma riqueza em nutrientes já comprovada pela ciência", conta Soraia Vilela Borges, professora de Ciência dos Alimentos.


"A gente teve que testar vários edulcorantes e várias misturas de edulcorantes juntamente com as gomas, para conseguir ter um produto com a mesma aparência, a mesma textura, a mesma cor e a mesma doçura que o açúcar, em um produto convencional", diz Vanessa Rios de Souza, que também é professora de Ciência dos Alimentos.


Em dois anos, o grupo conseguiu chegar a uma receita ideal, testada inclusive em animais. Nela, foi usada uma combinação de marolo, maracujá doce e graviola. O que, segundo o professor Michel Cardoso de Ângelis Pereira, do Departamento de Nutrição da universidade, ainda tornou o doce um alimento funcional.


"Ele tem os FOS (frutooligossacarídeo), o que a gente chama de FOS, e outras substâncias que deixam a microbiota mais saudável, que chamam, erroneamente e popularmente, de flora do intestino. Corretamente é microbiota. Então isso deixa o intestino mais saudável, o que auxilia consequentemente na prevenção de várias outras doenças crônicas que poderiam ser causadas pelo próprio diabetes não controlado", explica Pereira.


Os doces se tornaram uma alternativa para quem quer evitar a ingestão de açúcar, seja pela estética, seja pela saúde. "Com certeza vai melhorar muito a vida de quem é diabético, porque aí você vai comer uma coisa mais gostosa, dá para substituir bem", afirma a auxiliar administrativa Cláudia Zacaroni, que é diabética e aprovou o resultado.


Produto tem baixas calorias e é recomendado para diabéticos (Foto: Reprodução EPTV)Produto tem baixas calorias e é recomendado para
diabéticos (Foto: Reprodução EPTV)

FONTE: G1 Sul Minas/PAN/(Foto:Divulgação)
tags:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
405
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium