Terça, 17 de julho de 201817/7/2018
(46) 984 000 614
Céu limpo
17º
19º
25º
Barracao - PR
Erro ao processar!
Seu Negócio Tri Banner topo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Na Rússia, Edu Gaspar lamenta terrorismo, mas confia em Copa segura
Coordenador técnico da seleção brasileira está no país que receberá o próximo Mundial para escolher a base de preparação do time de Tite
-
Postada em 04/04/2017 ás 12h53 - atualizada em 04/04/2017 ás 13h01
Na Rússia, Edu Gaspar lamenta terrorismo, mas confia em Copa segura

O coordenador técnico da seleção brasileira de futebol, Edu Gaspar, está na Rússia para mais uma visita técnica que definirá a escolha do local de concentração e treinamento do Brasil durante a Copa do Mundo do ano que vem. Depois das partidas contra Urug

O coordenador técnico da seleção brasileira de futebol, Edu Gaspar, está na Rússia para mais uma visita técnica que definirá a escolha do local de concentração e treinamento do Brasil durante a Copa do Mundo do ano que vem. Depois das partidas contra Uruguai e Paraguai, pelas eliminatórias, que confirmaram a vaga do time de Tite para o Mundial, parte da equipe de suporte à Seleção desembarcou na Rússia para mais uma etapa da escolha da base de preparação, dessa vez com a presença do coordenador.


Edu está acompanhado do supervisor Luis Wagner e do preparador físico Fábio Mahseredjian. Trata-se da terceira visita da CBF ao país, onde o trio ainda visitará seis cidades e sete sedes. A chegada a Moscou foi no mesmo dia em que o metrô de São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia, foi alvo de um ataque terrorista. Catorze pessoas morreram e 49 ficaram feridas.


- Obviamente preocupa, mas creio que nossos deslocamentos não terão problemas, assim como se fala em todas as Copas do Mundo que pode acontecer algo aqui ou ali, nunca aconteceu nenhum desastre desse tipo. Esperamos que continue assim e que seja uma excelente Copa do Mundo para o torcedor - comentou Edu.


Na manhã desta terça-feira, madrugada ainda no Brasil, Edu visitou um centro de preparação na Vila Kratovo, localizada na região metropolitana da capital russa.


- São muitos detalhes, preciosos detalhes, estratégia. Nem todos os centros de treinamento ficam dentro das nossas expectativas. Esse local me chamou a atenção pela tranquilidade do lugar, o número adequado de quartos, por ter uma possibilidade geográfica interna interessante de campo, vestiário, piscina, salão de alimentação de televisão. Mas tem muita coisa pra ver ainda, é só nosso segundo dia em Moscou. Está sendo interessante. A gente distribui as funções. O Luis Wagner vem pela terceira ou quarta vez, ele faz um filtro para nós de logística. O Fábio analisa questões técnicas, academia, vestiário, campo, sala de preleção. Depois, a gente volta para o Rio de Janeiro para discutir com o Tite e juntos vamos fazer uma apresentação ao presidente (Marco Polo Del Nero).


Processo de escolha


O sorteio dos grupos da Copa será feito somente em dezembro, em Moscou, mas todas as seleções precisam, desde já, visitar o país para analisar possibilidades de hospedagem e treinamento. A Fifa oferece 67 opções de “pacote”. As seleções escolhem um “combo” formado por um hotel e um local de treino. Não se pode misturar combinações. Cada hospedagem tem seu campo correspondente.


As confederações podem marcar seu nome em até três opções, um deles com prioridade. Então, por exemplo, o Brasil tem prioridade de escolha em um desses pacotes. No outro, é segunda opção, e dependeria da desistência de quem está à frente ou de sua não classificação para a Copa do Mundo.


Como ainda não sabe em quais das 11 cidades jogará na fase de grupos, a CBF tem priorizado Moscou, por dois motivos: além de ser a região mais central e com mais opções disponibilizadas pela Fifa, também é garantido que todas as equipes disputarão pelo menos uma partida na capital russa na primeira fase da Copa.


Vários aspectos são analisados nessa escolha: conforto dos hotéis, qualidade e estrutura dos centros de treinamento, distância e trânsito entre esses dois locais. Para a Copa-2014 no Brasil, por exemplo, muitos resorts foram construídos e as seleções puderam ter hospedagem e treinos no mesmo complexo. Isso é bem mais raro na Rússia.


Tite gosta de ter um local com pelo menos dois campos em condições iguais de serem utilizados para treinos simultâneos. Tudo isso faz parte dessa “expedição” da CBF. O Brasil foi a segunda delegação a visitar o país do próximo Mundial. A primeira foi a Holanda, que já foi seis vezes à Rússia desde então. A Copa-2018 será disputada entre 14 de junho e 15 de julho.


 

FONTE: GE
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
372
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium