Quinta, 22 de fevereiro de 201822/2/2018
(46) 984 000 614
Ensolarado
15º
20º
23º
Barracao - PR
Erro ao processar!
Seu Negócio Tri Banner topo
ESPORTE REGIONAL
Sem peça de reposição Cruzeiro sai atrás más o Mago da vitória de virada sobre o União Marcianópolis
Pipoca foi o cara do jogo segundo Dirceu Garbin comentarista da PAN-TV
Redação Barracão - PR
Postada em 20/01/2018 ás 12h59 - atualizada em 20/01/2018 ás 15h58
Sem peça de reposição Cruzeiro sai atrás más o Mago da vitória de virada sobre o União Marcianópolis

Tiago Maggi (Mago) comemorando o gol da vitória cruzeirense/Foto: Marcos Prudente

Na noite de ontem (19) foi realizado no Estádio Eloy Alves do Anjos, na cidade de Santo Antonio do Sudoeste a partida de ida da Copa dos Campeões. O União Marcianópolis, time da casa saiu na frente, mas cedeu a virada na segunda etapa para o Cruzeiro São Roque, de Barracão/PR e perdeu pelo placar de 2 a 1. Pazza abriu o marcador; Agustin empatou e Tiago Maggi (Mago) definiu o placar. 


O jogo


O Cruzeiro São Roque se apresentou no Eloy Alves dos Anjos com apenas 11 jogadores, porém com a estratégia certa. Já o União Marcianópolis apesar de alguns desfalques tinha peças de reposição e por mandar o jogo, começou se impondo. Bem postado e estrategicamente montado pelo Técnico Machado, os visitantes seguraram os primeiros 15m o placar fechado, até que em cobrança de escanteio, Pazza subiu, deslocou o goleiro Pipoca que substituía Fábio e abriu o placar. Mesmo com o resultado adverso, os barraconenses buscaram manter a calma, os chutes a gol começaram aparecer, porém sem risco para a meta do goleiro Carlos. O tempo passava, o União continuava com a posse de bola e o domínio do jogo, rondava a área de Pipoca, chegou quase ampliar, mas o segundo tento não saiu. Tiago Maggi ainda fez o goleiro Carlos trabalhar, mas foi o único susto maior, que chegou a tirar um uuuu da galera. O tempo passou e veio último soar do apito do primeiro tempo. 


No intervalo de jogo Tiago Maggi disse que o Cruzeiro fez bem a estratégia no primeiro tempo, iriam ouvir o que Machado iria orientar para o segundo, pontuando que como o time não tinha reposição, tinha que conter um pouco o “gás”. Já Arthur elogiou a postura do União na primeira etapa, dizendo que o time tinha qualidade para buscar o segundo gol. A bola voltou a rolar e o Cruzeiro como tinha que buscar o resultado, saiu para o jogo de vez, correndo o risco de contra-ataques, os anfitriões até chegaram assustar Pipoca, mas não saíram do quase. Em jogada de bola invertida, saída do campo defensivo, Tarumã foi acionado, viu a infiltração de Agustin, deu um toque por cima da zaga e o argentino quase entrou com bola e tudo para as redes, empatando o jogo. Mesmo com apenas os onze em campo, os visitantes mantinham a concentração, com a bola passando sempre pelo pé do Mago (Tiago Maggi) que tinha o papel de distribuir o jogo e os cruzeirenses passaram a dominar, só que nos contra-ataques o União quase desempatou por vezes, só que o goleiro Pipoca estava iluminado e barrou o ímpeto adversário com ótimas defesas, salvando o time do desempate. Porém a máxima mais uma vez se fez presente no futebol, o amador não poderia ser diferente, e sabe aquela frase, quem não faz leva? Pois é, isso aconteceu na noite de ontem no Eloy do Anjos, Rudinho puxou contra-ataque, fez um dois com Pires e acionou o Mago, que deu aquela matada de bola de encher os olhos, quando ela quicou na grama, ele já com o corpo enquadrado, deu um tapinha no canto direito de Carlos e saiu para o abraço, era a virada cruzeirense. Os anfitriões fizeram as trocas para tentar repor o “gás”, mas as mexidas dos técnico Renato não surtiram o efeito esperado, porém o time chegou ameaçar Pipoca, que segundo o comentarista da PAN-TV, Dirceu Garbin, foi o cara do jogo, mostrando não estar ali para pipocar, garantindo a vitória do Campeão do Barraconense 2017 de Futebol. 


Relacionados 


União Marcianópolis: 12 Carlos, 7 André, 19 Arthur, 9 Alexandre, 8 Flávio, 15 Odair, , 3 Gilson, 11 Izandro, 18 Marcelo, 22 Vinícius, 21 Dirceu, 6 Júliano, 16 Josias, 5 Pazza, 10 Fernando e 13 Fernando Abadi. Técnico, Renato.  


Cruzeiro São Roque: 1 Pipoca, 21 Rafa Matoso (Quatrinho), 2 Adrian, 37 Cabelo, 16 Lucas, 19 Rodrigo Matoso (Tarumã), 32 Tiago Maggi (Mago), 34 Agustin, 36 Renan, 7 Pires e 11 Rudinho. Técnico, Machado.


Arbitragem 


Nunes (apito), José Favetti, Eridio Bandeira (bandeiras) e Marcelo Gomides (quarto árbitro). Arbitragem de Santo Antonio do Sudoeste. 


FONTE: PAN/Marcos Prudente
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
139
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium