Quinta, 22 de fevereiro de 201822/2/2018
(46) 984 000 614
Ensolarado
15º
21º
23º
Barracao - PR
Erro ao processar!
Seu Negócio Tri Banner topo
ESPORTE REGIONAL
Cruzeiro São Roque goleou o União Marcianópolis e sagrou-se campeão da Copa dos Campeões
Jogo foi disputado na tarde do último sábado (27) no Campo do Palmeirinha
Redação Barracão - PR
Postada em 29/01/2018 ás 20h06 - atualizada em 29/01/2018 ás 20h19
Cruzeiro São Roque goleou o União Marcianópolis e sagrou-se campeão da Copa dos Campeões

Cruzeiro São Roque com os troféus Cidade e da Copa dos Campeões/Foto:Marcos Prudente

Na tarde do último sábado (27) o Palmeirinha foi palco da final da Copa dos Campeões, onde Cruzeiro São Roque recebeu o União Marcianópolis pelo jogo da volta da final e sagrou-se campeão após golear pelo placar de 7 a 2. Os gols foram anotados por; Pires (4), Rudinho, Peterson e Lazarotto (contra); Aliciano (02) descontou para os visitantes. 


O Jogo 


Apesar de o jogo ser de cunho festivo, uma vez que a intenção era integrar os municípios de Barracão e Santo Antonio do Sudoeste através do futebol, mas como nem em futebol de botão ninguém gosta de perder, a partida começou quente, chegou até mesmo dar um princípio de briga, mas a galera do deixa disso chegou e amenizou o fervo. Depois do episódio, o jogo voltou a fluir de forma natural e aos 15m Pires marcou seu primeiro tento da tarde e complicou um pouco mais as pretensões do adversário. O União conseguia se aproximar da área do Cruzeiro, más não finalizava, consequentemente quem não chuta, não faz gol, Pires que estava em tarde iluminada, recebeu passe, invadiu a área e ampliou. Com dois gols atrás no placar, o time de Santo Antonio tentava tocar a bola, mas os erros de passes eram iminentes e pouco se criava, até que Pires foi acionado em profundidade pela lateral direita, deixou a marcação para trás e toucou para Rudinho, que dominou, ganhou da marcação e fuzilou o goleiro Carlos, era o 3 a 0. Um minuto após o gol a arbitragem terminou a primeira etapa.


Como o União já havia sido derrotado em casa, mais a declaração de Pazza no intervalo, que afirmou que uma equipe não tinha comparação a outra, salientando que seu time era mais fraco que o oponente e já acreditando que não poderia reverter o placar, os santo-antonienses voltaram para a segunda etapa a fim de ver o tempo passar, mas Pires estava a fim de jogo, marcou seu terceiro gol, após receber lançamento em profundidade, ganhar da marcação e anotar o tento. Depois do quarto gol cruzeirense, Marcianópolis esboçou uma reação e fez dois gols em menos de cinco minutos, ambos com Aliaciano. No primeiro o atacante recebeu dentro da grande área, sem marcação enquadrou o corpo e anotou, seu segundo tento saiu após cruzamento da direita, ele subiu sozinho para testar firme e dar esperança a sua equipe. Com os dois tentos o União acreditou que podia mais, mas não contavam que Pires poderia aprontar novamente, ele recebeu bola enfiada por cima, dominou e só com o goleiro em sua frente fez seu quarto tento da tarde e o quinto do seu time. Com o quinto gol chegou à desesperança de buscar o placar e o União tirou o pé de vez e torcia para o ponteiro andar de pressa, só que ainda deu tempo de Rudinho escapar pela esquerda, invadir a área sozinho, tocar para o Pires que entrava no segundo, mas na metade do caminho Lazarotto tentou interceptar o passe e mandou para sua própria meta era o 6 a 2. Aos 40m da segunda etapa, Peterson fez um-dois e invadiu a área, foi derrubado por Pazza, a arbitragem assinalou pênalti, o mesmo Peterson consolidou a goleada por 7 a 2.


Escalações  


Cruzeiro: 1 Fábio, 15 Nato, 21 Rafa, 2 Adrian, 19 Tarumã, 22 Maurinho, 37 Cabelo, 32 Tiago Maggi, 34 Augustin, 11 Rudinho e 7 Pires; Técnico: Machado.


União: 12 Carlos, 7 Pazza, 4 Gilson, 2 Júnior, 6 Bandeira, 15 Fido, 10 Lazarotto, 9 Toninho, 11 Aliciano, 8 Juninho, 11 Aliciano, 22 Arthur; Técnico: Mateus. 


Arbitragem 


Alter Ragadali (Apito), Sauro Dal Prá, João Eduardo Maciel (Bandeiras) e Márcio Luft (quarto árbitro).  


 


 


FONTE: PAN/Marcos Prudente
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium