Quinta, 18 de outubro de 2018
(46) 984 000 614
Gospel

17/07/2018 ás 12h08

84

Daiane Lima

Bom Jesus do Sul / PR

Instagram censura meme antiaborto
Polêmica iniciou após pastor compartilhar a imagem
Instagram censura meme antiaborto
Reprodução

Um meme contra o aborto gerou uma discussão sobre liberdade de expressão nas redes sociais, após o Instagram censurar a imagem.


A figura, mostrando uma forca e comparando o número de negros mortos pela Ku Klux Klan (KKK) com o número de fetos negros abortados pela Planned Parenthood, foi criado pela Radiance Foundation, grupo pró-vida liderado pelo ativista negro Ryan Bomberger.


A história de Bomberger, é impactante. Por ser evangélico, ele sempre defendeu a sacralidade da vida, mas por ser fruto do estupro que sua mãe sofreu, sua postura é ainda mais relevante. Seu meme aponta a rede de clínicas de aborto Planned Parenthood como o maior assassino de bebês do país.


O Instagram explicou que o post se tratava de de conteúdo violento e ameaçador.  A figura só ganhou grande repercussão e começou a se espalhar após o pastor Brian Johnson, da megaigreja Bethel, da Califórnia, compartilhar o meme de Bomberger no Instagram.


 Johnson deletou o post depois que muita gente o acusar de ser “racialmente insensível”. Como as críticas não pararam mesmo depois de ele apagar o meme, o pastor deletou inclusive sua conta no Instagram.

FONTE: Daiane Lima

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium