Sábado, 17 de novembro de 2018
(46) 984 000 614
Política

10/11/2018 ás 09h30

27

Daiane Lima

Bom Jesus do Sul / PR

Bolsonaro recebe visita de embaixador da Argentina e representantes da Alemanha
Presidente eleito falou com os diplomatas em sua casa na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Eles não falaram com a imprensa após o encontro.
Bolsonaro recebe visita de embaixador da Argentina e representantes da Alemanha
Bolsonaro recebeu o embaixador da argentina, Carlos Magariños — Foto: Reproduçao

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, recebeu na manhã de sexta-feira (9) em sua casa na Barra da Tijuca, o embaixador da Argentina, Carlos Magariños. Ele também recebeu a visita de representantes do corpo diplomático alemão no Brasil.


Por volta de 10h, Bolsonaro se reuniu com os alemães. A conversa durou cerca de 1 hora. Depois, ele recebeu Magariños.


O embaixador não falou com a imprensa após deixar a casa do presidente eleito.


Bolsonaro voltou ao Rio de Janeiro depois de passar os últimos dois dias em Brasília. Na capital, ele se encontrou com presidentes de poderes e representantes das Forças Armadas, além de participar de uma reunião no gabinete do governo de transição.


Relação com a Argentina e Mercosul


No último dia 28, após confirmada a vitória de Bolsonaro na eleição, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, foi questionado sobre a relação do novo governo com a Argentina e o Mercosul. Ele disse que o país e o bloco comercial "não eram prioridade".


Dois dias depois, diante da repercussão, ele afirmou em uma entrevista coletiva que "em nenhum momento quis desmerecer a Argentina". "Nosso foco, nosso principal problema hoje são os desequilíbrios internos", disse.


Rede social


Depois das reuniões, Bolsonaro escreveu no Twitter que, "após as eleições, grandes empresas já anunciaram milhões em investimentos no Brasil nos próximos anos".


Candidato a ministro


Enquanto ocorriam as reuniões com os diplomatas, o cirurgião plástico e apresentador conhecido como Dr. Rey esteve em frente à casa de Bolsonaro.


Aos jornalistas, ele disse que iria se oferecer para ser ministro da Saúde. “Talvez ele ria da minha cara, não tem problema”, afirmou. Rey deixou o local sem ser recebido pelo presidente eleito.


 

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium