domingo, 24 de março de 2019
(46) 984 000 614
Polícia

11/01/2019 ás 07h13

Daiane Lima

Bom Jesus do Sul / PR

Abordagens policiais em SC terão testes toxicológicos rápidos
Atualmente, um laudo de constatação de substâncias ilícitas leva mais de 30 dias para ficar pronto
Abordagens policiais em SC terão testes toxicológicos rápidos
Testes detectarão a presença de THC no organismo / Foto: Félix Zucco / Agência RBS

As abordagens policiais em Santa Catarina terão um novo elemento a partir deste ano. Na quinta-feira (10), será assinado um convênio para que policiais de Santa Catarina portem kits de testes rápidos para a realização de exames toxicológicos em usuários de drogas ilícitas presos em flagrante. 


A solenidade de assinatura do convênio acontece no gabinete do presidente do Tribunal de Justiça, o desembargador Rodrigo Collaço, e contará com a presença do governador Carlos Moisés, além do secretário de Segurança Pública, o coronel Araújo Gomes, e outras autoridades.


Atualmente, um laudo de constatação de substâncias ilícitas leva mais de 30 dias para ficar pronto e, em 2018, o IGP realizou 18 mil exames toxicológicos desta natureza no Estado. A implementação dos testes rápidos, iniciativa pioneira no Brasil, tem por objetivo agilizar a tramitação de processos judiciais e, simultaneamente, permitir aos técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) maior dedicação na realização de perícias de casos complexos.


— Uma vez que os policiais saberão fazer os exames de constatação de drogas, nossos peritos poderão se dedicar com mais afinco aos casos de alta complexidade. Além disso, se a autoridade determinar que seja feito um TC (Termo Circunstanciado), o material não precisará mais ser encaminhado ao IGP, uma vez que a constatação de droga já terá se realizado — disse o diretor-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano.


Quando acontece a abertura de inquérito policial, como nas apreensões de grande quantidade de drogas, por exemplo, o material permanece para análise junto ao laboratório do IGP. Os kits com reagentes de reação rápida são similares àqueles utilizados por policiais que atuam no combate ao narcotráfico nos principais aeroportos do mundo.


 

FONTE: Diário Catarinense

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium