Segunda, 18 de março de 2019
(46) 984 000 614
Polícia

13/03/2019 ás 19h55

Daiane Lima

Bom Jesus do Sul / PR

Polícia divulga nome dos assassinos de Suzano
Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, invadiram escola na Grande São Paulo e mataram cinco alunos e duas funcionárias.
Polícia divulga nome dos assassinos de Suzano
Divulgação

A polícia divulgou os nomes dos assassinos que mataram, nesta quarta-feira (13), cinco alunos e duas funcionárias na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo.


São eles: Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos. Os dois cometeram suicídio em seguida. Castro completaria 26 anos no próximo sábado. Os dois eram ex-alunos do colégio.


O proprietário de uma loja de veículos próximo ao local, que era tio de Guilherme, também foi morto.


O ataque ocorreu por volta das 9h30 desta quarta.



Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, um dos autores do massacre de Suzano — Foto: Arquivo pessoal



Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, é um dos assassinos em ataque em escola de Suzano — Foto: Divulgação


Resumo


- Ataque a escola em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, deixou cinco alunos e duas funcionárias mortas; os dois assassinos se mataram.


- Os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos do colégio.


- Antes de entrar na escola, os assassinos estiveram em uma loja de automóveis próximo ao colégio. O proprietário do estabelecimento, Jorge Antonio de Moraes, tio de Guilherme Taucci Monteiro, levou três tiros e morreu.


- Há nove feridos, mas o estado de saúde não foi informado.


- Ainda não se sabe o motivo do ataque e o vínculo dos autores com a escola.


- Uma testemunha disse que viu um deles com arma de fogo e outro, com uma faca.


- A PM encontrou no local um revólver 38, uma besta (um artefato com arco e flecha), objetos que parecem ser coquetéis molotov e uma mala com fios.


- Os assassinos chegaram ao colégio alvo do ataque em um carro alugado.


- Segundo o Censo Escolar de 2017, a instituição tem 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio. No local, também funciona um centro de idiomas.


Dentro da escola, a polícia encontrou:


- um revólver 38;


- quatro jet luders, que são plásticos para recarregamento de arma;


- uma besta (um tipo de arco e flecha que dispara na horizontal);


- um arco e flecha tradicional;


- garrafas que aparentam ser coquetéis molotov;


- um dos autores do ataque tinha uma espécie de machado na cintura.


- há ainda uma mala com fios.


O esquadrão antibombas foi chamado e não encontrou material explosivo no local.



Combinação de fotos mostra algumas das armas utilizadas pelos criminosos no massacre na Escola Estadual Raul Brasil em Suzano, na Grande São Paulo. — Foto: Arquivo Pessoal


As vítimas na escola


Cinco alunos e duas funcionárias da Escola Estadual Raul Brasil foram mortos no ataque.


Os alunos que morreram são:


Kaio Lucas da Costa Limeira;


Cleiton Antônio Ribeiro;


Samuel Melquíades Silva de Oliveira;


Douglas Murilo Celestino;


Caio Oliveira.


As funcionárias que morreram:


Eliana Regina de Oliveira Xavier;


e Marilena Ferreira Vieira Umezo (que seria coordenadora pedagógica).


Os dois assassinos se mataram, e o tio de um deles foi


 


 

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium