E-mail

portalagoranoticias@gmail.com

WhatsApp

(46) 984 000 614

Teste01
Mundo

Trump diz que não vai deixar China se tornar maior economia do mundo

Em entrevista à rede televisiva Fox News neste domingo (19), ele defendeu guerra comercial contra produtos chineses.

20/05/2019 08h30
Por: Daiane Lima
Fonte: G1
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. — Foto: Carlos Barria/Reuters
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. — Foto: Carlos Barria/Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a China pretende se tornar a maior economia do mundo, mas que isso não vai acontecer enquanto ele estiver no poder.

"Acredito que essa seja a intenção deles. Eles são ótimas pessoas, têm uma cultura incrível. Eu gosto muito do presidente Xi [Jinping], mas ele está do lado da China e eu estou do nosso lado", disse, em entrevista a Steve Hilton, na rede televisiva Fox News. A entrevista, que foi ao ar na noite de domingo (19), foi gravada na semana passada na Casa Branca.

Trump acusou seus antecessores de serem fracos demais com a China. "Com eles, nunca tiramos 10 centavos da China. Não culpo os chineses, mas todos os nossos presidentes, e não só Obama. Eles deixaram isso acontecer", disse o presidente norte-americano.

"Estou muito feliz, pois a China não está tão bem quanto nós [na economia]. Se Hillary Clinton tivesse virado presidente, a China hoje seria uma economia maior do que a nossa." - Donald Trump

O presidente disse, ainda, que muitas empresas estão saindo da China e se mudando para outros países asiáticos, como o Vietnã, por causa das tarifas impostas pelos Estados Unidos.

"É a maior realocação da atualidade. E você vai ver muitas empresas americanas fazendo mais produtos nos Estados Unidos. Podem até comprar da China, mas tiraremos deles com tarifas. Isso não é tão ruim. Mas vou tirar deles e dar para os nossos agricultores."

Ele acrescentou que nenhum acordo com a China chegará a "50%" para cada um. "Tínhamos um acordo muito forte, tínhamos um bom acordo, mas eles mudaram [o acordo]. Então eu disse, OK, vamos tarifar os produtos deles", contou.

Os Estados Unidos impuseram, em 10 de maio, uma elevação nas tarifas de 10% a 25% sobre os US$ 200 bilhões em produtos importados chineses. A taxação atinge 5 mil categorias de produtos chineses.

Na ocasião, a China lamentou "profundamente" a decisão dos EUA de aumentar as tarifas e retaliou os Estados Unidos com uma nova tarifa de 25% sobre 2.493 produtos importados.

 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Barracão - PR
Atualizado às 10h00
19°
Muitas nuvens Máxima: 22° - Mínima: 13°
19°

Sensação

23.9 km/h

Vento

48.6%

Umidade

Fonte: Climatempo
Banner arranha céu
Dieta 21 dias (slot 1)
Pulseira Masculina Slot 01
Blogs e colunas
Schwingel Motos
Ejaculacao slot 2
Pingente Country Slot 2
Últimas notícias
Colar Feminino Slot 3
K2 Lanches
Mais lidas
Net Tri
Brinco Country slot 4
Agrícula Barracão (slot 5)
Anel Pedra Verde Slot 5