Seu Negocio Tri Pop Up01

E-mail

portalagoranoticias@gmail.com

WhatsApp

(46) 984 000 614

Teste01
Grêmio

Grêmio alcança meta, garante alívio longe do Z-4 durante parada e promete voltar "mais forte"

Time faz nove dos últimos 12 pontos no Brasileirão e afasta-se da zona do rebaixamento, ao ficar com o 11º lugar na tabela

14/06/2019 10h26
Por: Daiane Lima
Fonte: GE
Foto: Alexandre Loureiro/BP Filmes
Foto: Alexandre Loureiro/BP Filmes

A pontuação e posição no Brasileirão não são exatamente as planejadas pelo Grêmio, mas o time encerra o primeiro semestre em alta. Não só pelo bom desempenho nas competições simultâneas (título do Gauchão e classificações às quartas de final da Copa do Brasil e oitavas da Libertadores). Principalmente, devido à garantia que passará o mês da Copa América (bem) longe da zona de rebaixamento.

Mesmo envolto em problemas por desfalques, o Grêmio se reorganizou para superar o Botafogo por 1 a 0 na última quarta-feira, em pleno Nilton Santos, na rodada derradeira da primeira parte do Campeonato Brasileiro. A vitória foi a terceira na competição, a segunda consecutiva pelo nacional. Chegou aos 11 pontos, no 11º lugar.

"Será importantíssima a parada. Com o grupo completo, o Grêmio ficará ainda mais forte" (Renato Gaúcho)

O começo turbulento ainda deixa marcas. Porém, na amostra final, o time somou nove pontos dos últimos 12 disputados. Esta evolução dá tranquilidade durante a parada da Copa América, pois já tirou ao menos três pontos de diferença da zona de rebaixamento.

- Oscilamos no Brasileirão, mas estamos recuperando. A cobrança é normal. Tem time que disputou três (competições) e já está eliminado em todas. O Grêmio disputou uma e ganhou. E, com todos os problemas, já está classificado nas outras duas. Será importantíssima a parada. Com o grupo completo, o Grêmio ficará ainda mais forte - aposta o técnico Renato Gaúcho.

 

Ainda que tenha sido forçado a redesenhar as metas para o primeiro semestre, o Grêmio cumpriu todas. A ideia inicial era estar classificado na Copa do Brasil e Libertadores, o que de fato ocorreu, e atingir o pelotão de cima da Série A.

O débito fica por conta do último objetivo, que se transformou na fuga do Z-4. Foram seis das nove rodadas entre os quatro da ponta de baixo da tabela.

– Ficamos muito para trás. Não era o que gostaríamos. Mas, quando encaramos de frente, nos propusemos a fazer nove em 12 (pontos) e conseguimos cumprir. Isso me parece uma boa meta alcançada. Mas não é a posição que o Grêmio merece – agrega o diretor de futebol Alberto Guerra.

Amparado no crescimento recente, o Tricolor sai de férias com o otimismo recuperado. As atividades só retornam no dia 24. A próxima partida pelo Brasileirão ocorre apenas em 14 de julho, quando recebe o Vasco na Arena. Quatro dias antes, começa a disputa das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Bahia, também em casa.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.