Segunda, 20 de Setembro de 2021
19°

Poucas nuvens

Barracão - PR

Saúde HISTERIA?

"Quarentena histérica é defendida por aqueles que nem imaginam uma criança brincando na terra"

Excesso de zelo, também pode prejudicar

11/04/2020 às 12h22 Atualizada em 13/04/2020 às 09h17
Por: Redação Fonte: Marcos Prudente
Compartilhe:
Foto: Divulgação Internet
Foto: Divulgação Internet

O Vetor Chinês (Coronavírus/Covid-19), que iniciou seu ciclo em Wuhan/China, já tomou o globo e colocou vários países considerados de primeiro mundo de joelhos. Mas este vírus é tão letal assim? Ele mata a todos que forem infectados?

A letalidade do Vetor Chinês é considerada zero, quando se trata de pessoa com alta imunidade, assim como um histórico de saúde regrada. Ele pode matar pessoas com imunidade baixa (idosos), ou outras doenças como; Diabetes, asmas, bronquites, pneumonia e etc, que se não socorrido a tempo, poderá ir a óbito.

Cada país tem suas peculiaridades e nem tudo que deu certo em um, dará certo em outro. Combater o Vetor Chinês, não é o mesmo que pegar uma receita de bolo e por em prática, pois o vírus se alastra de forma acelerada, em ambientes frios, mau higienizados e populosos (aglomeração de pessoas). Neste contexto, existe duas forma de quarentena; a horizontal, que "prende" todos em casa, podendo apenas manter serviços essenciais abertos, assim como circulação de pessoas para estas finalidades; a vertical, que isola apenas as pessoas na área de risco, coloca a economia girar, com precaução e equipamentos de proteção individual.

Países como Itália, Espanha e o poderoso Estados Unidos, estão passando maus bocados com o vírus. Já Taiwan, Coréia do Sul e a própria China, conseguiram tirar de "letra" a epidemia, que acabou se tornando em pandemia. Os europeus, assim como os americanos, estão com o clima propenso para o vetor, que gosta do frio e temperaturas abaixo de 15°, fazendo os casos aparecerem de forma peculiar. Já os ocidentais, assim como os australianos, usaram sua boa educação higiênica, para combater o inimigo, que não gosta de ambientes limpos, assim como apenas fecharam as fronteiras para os não residentes e no caso dos chineses, isolaram as cidades com os focos da doença, mantendo sua economia girando.

No Brasil, foi tomada uma medida, que muitos acham radical, assim como também outros acreditam que é a melhor forma para tratar a situação. De um lado tem o presidente Jair Bolsonaro, que defende uma quarentena vertical, onde vê histeria nas ações de governadores e prefeitos, que se estender por mais tempo, pode levar o país a um colapso social. Já seus opositores defendem a horizontal e chamam-o de inconsequente, dizendo que se frouxar, terá o número de mortes elevado.

Mesmo os infectologistas não são unânimes, porém quem defende a quarentena de forma "extrema", acredita que o vírus tem que circular e terminar seu ciclo, mas abrem a ressalva, uma vez que se manter sua trajetória normal, o número de mortes será muito maior. Já os que defendem a vertical, apesar de sentirem pelas mortes, não veem exagero, afinal, segundo eles, sedo ou tarde o número chegará, pois todo vírus tem seu caminho a ser percorrido, se impedido, retornará assim que for posto em liberdade. Com atraso do espalhamento, assim como pelo colapso financeiro, à um apontamento de mortes de mais pessoas do que o próprio vírus.

Diante de todas estas informações, posso afirmar; "quarentena histérica, é defendida por quem não deixa seu filho brincar na terra", achando que o mesmo ficará doente. Estudos os contradizem, afirmando que as crianças que tem contato com a terra, natureza e até mesmo aquelas que pegam o abjeto que derrubou no chão e colocam na boca, tem anticorpos, que combatem doenças virais e infecções complexas. Em contra partida, as crianças que tem excesso de zelo, geralmente pegam alergias ou doenças respiratórias com facilidade. Claro que aqui não estamos defendendo porquices, mas a naturalidade das coisas. Também não está se pedindo para que voltem ao normal, como se nada tivesse acontecendo, mas que o comércio possa voltar gradativamente, para que o prejuízo final, não seja grande, nem para as famílias que perderão seus entes, nem aos pobres, que podem chegar até mesmo a morte por desnutrição.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Papo Reto
Papo Reto
Sobre Espaço para falar de política em todas as esferas.
Barracão - PR Atualizado às 02h13 - Fonte: ClimaTempo
19°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 35°

Ter 25°C 15°C
Qua 25°C 11°C
Qui 25°C 12°C
Sex 25°C 11°C
Sáb 25°C 12°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias