Sábado, 08 de Agosto de 2020 02:59
(49) 9 9156-0163
Barracão PREVENÇÃO

Barracão - Mais de 90% dos paciente de Coronavírus, já se recuperaram

Município ainda não registrou óbito pela Covid-19

16/07/2020 12h36 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Fonte: Marcos Prudente
Equipe da saúde, na linha de frente do combate ao Coronavírus/Foto:Divulgação Saúde
Equipe da saúde, na linha de frente do combate ao Coronavírus/Foto:Divulgação Saúde

Barracão/PR, localizado no Sudoeste do Estado, teve 34 casos do “Vírus Chinês” (Coronavírus/Covid-19), um número considerado alto, levando em consideração o seu número populacional, que segundo os dados do IBGE de 2019, é de 10.238 habitantes. Porém se o número de vetores foi grande, o de recuperação também é, dos 34 casos confirmados, 33 estão recuperados, levando a porcentagem de curas, para a casa dos 97,05%. Único positivado que ainda está em tratamento, contraiu o vírus em casa hospitalar e está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Regional de Francisco Beltrão.

Para entender a positividade no combate ao vírus, fomos em busca da informação na fonte. Mariana Casagrande, médica da linha de frente ao combate da pandemia no município, acredita que os números positivos, é devido a própria população, que por mais que existam os que descumprem as medidas protetivas, também existe a grande maioria, principalmente as pessoas na zona de de risco, que estão cumprindo com as exigências, o que fez a taxa de internamentos ser pequena.

“Acredito que a população tem cooperado para estes números, apesar de ter pessoas que não respeitam as determinações, a maioria, principalmente da zona de risco, estão cumprindo rigorosamente as orientações”.

Mariana, enfatizou ainda, que sua equipe apesar de reduzida, por seguir as diretrizes da regional de saúde, uma vez que se caso haja infectado com o vírus, possa ter peça de reposição. Um posto de atendimento exclusivo para atender à Covid-19, vem dando conta do recado e assistindo todos os pacientes com síndromes gripais, suspeitos e em quarentena.

“Seguimos a orientação da 8ª Regional da Saúde. Estamos tentando concentrar todos os sintomáticos respiratório nesta unidade”.

Valdinei Batisti, secretário municipal de saúde, disse a reportagem, que o momento é desafiador, mas que esperava ter um árduo trabalho, uma vez que o município, apesar de ter sua população considerada pequena, tem que ser levado em consideração o vizinho Dionísio Cerqueira/SC, que é separado apenas por linhas imaginárias, assim como o tráfego de caminhoneiros, tanto dos que entram em saem na aduana de cargas, que liga a Argentina e Chile, como os da rota norte-sul, que passa no meio da cidade. Caminho muito usado pela categoria, onde usam postos de combustíveis e demais serviços que empresários do município oferecem. Também apontou o número de testes realizados, que contribuiu para os números da Covid-19, ter esta soma.

“Temos muita passagem de pessoas por aqui, se bem que o fechamento da fronteira com a Argentina, reduziu de forma significativa o trânsito de pessoas. Mas temos uma BR que passa no meio da cidade, com movimentação constante. Então pensávamos que não ficaríamos imunes a presença do vírus. O número de casos não nos surpreende, acredito que se outros municípios aumentarem os números de testes, como nós fizemos, com certeza deverá aumentar também”. 

Secretário também disse que a secretaria vem tentando manter os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) a disposição dos profissionais da saúde, mas que no começo devido a demanda, foi um tanto difícil, porém agora está normalizado. Vandinei também disse que devido a conscientização das pessoas, os números de vetores no município tem diminuído, acreditando não ter passado o pico municipal da pandemia. Mas vê com bons olhos o futuro para o novo normal, uma vez que o "negacionismo ao vírus", diminuiu drasticamente, com as novas confirmações dos casos e as pessoas foram percebendo que tinham que se cuidar. 

“Dentro do possível corremos atrás dos EPI’s, no começo não foi fácil, devido a alta procura por todos, mas no decorrer do tempo as coisas foram se normalizando. As informações nas redes sociais, muitas vezes fazem as pessoas acreditar naquilo que querem, nós trabalhamos e penamos com algumas circunstâncias destas. Nossa equipe por vezes foi xingada, mas vamos sendo insistentes, pouco-a-pouco vamos transpondo barreiras. Sobre o pico, acredito que não passamos o nosso ainda, mesmo que os números tenham diminuídos, mas na medida que for afrouxando as regras, pode retornar mais forte, porém se as pessoas se conscientizar e evitar aglomerações, usar máscaras e cuidar da higienização, com certeza iremos diminuir”.  

Marco A. Zandoná (MDB), prefeito do município, falou que os números até o momento são satisfatório, devido às parcerias que o município tem com com hospitais da região, assim como o empenho da equipe de saúde, que trabalham duro nas unidades para prevenir. Também salientou que o município consegue manter estas parcerias, devido a recursos recebidos do Governo Federal, assim como Estadual.

“Temos diversas parcerias com profissionais da saúde de toda a região, hospitais, clínicas, tudo isso nos ajuda trabalhar de forma preventiva. Também com ajuda da polícia, Ministério Público e verbas dos Governos Federal e Estadual, temos praticamente colocado a situação sobre controle, porém como esta doença é silenciosa, devemos ter cuidado, mantendo o distanciamento social, uso de máscara e o álcool gel”.   

Prefeito também acredita que a diminuição das críticas, devido o trabalho no município em combate ao vírus, é que com o passar do tempo, a incredulidade das pessoas na doença, foi diminuindo, aumentando a conscientização, aderindo às regras impostas, para o combate ao Coronavírus. Fazendo que soma dos trabalhos dos profissionais, mais a proteção individual das pessoas, continuem contribuindo para a queda de casos.

“Primeiro tinha um questão do "negacionismo", muitas notícias desencontradas, faziam as pessoas não acreditar na real situação. Mas felizmente isso passou e as pessoas têm se conscientizado. Acredito que a soma entre os profissionais da saúde e a adesão da população às regras, irão continuar contribuindo para redução no número de casos”.

A Polícia Militar, também tem atuado na linha de frente do combate a pandemia, principalmente acabando com as festinhas clandestinas e aglomerações dos incautos, ajudando a manter a ordem no município. Em contato com o Subtenente Rafaelli, não conseguimos gravar entrevista, porém nos respondeu via WhatsApp, que a polícia é parceira do município no combate ao Coronavírus, assim como nos demais crimes.

“Somos parceiros e estamos juntos na Linha de frente no combate ao Coronavírus, bem como nos demais crimes ou infrações de menor potencial ofensivo na nossa fronteira”. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barracão - PR
Atualizado às 02h48 - Fonte: Climatempo
14°
Poucas nuvens

Mín. 10° Máx. 25°

14° Sensação
11.5 km/h Vento
60.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens
Segunda (10/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 27°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias