Domingo, 28 de Novembro de 2021
13°

Poucas nuvens

Barracão - PR

Regionais APERTANDO O NARIZ

Guaraciaba - Apartheid da vacina; Com medida ditatorial saúde exigirá assinatura de termo de recusa

Medida caberá para inibir as pessoas não vacinadas de participar de eventos no município

10/08/2021 às 14h51
Por: Redação Fonte: PAN/Marcos Prudente
Compartilhe:
Foto: Ilustrativa/Divulgação Internet
Foto: Ilustrativa/Divulgação Internet

O município de Guaraciaba/SC, anunciou que passará a exigir um termo de recusa da vacina contra a Covid-19. Quem se recusar a se vacinar, poderá ser proibido de participar de eventos esportivos e atividades em grupo. 

Segundo a secretária municipal da saúde, Daiane Dorigon, a medida seria orientação do Ministério da Saúde, porém em checagem de informação, a nível nacional somente existe a orientação de assinatura de termo, para as pessoas que fossem ser vacinadas, com vacinas que não tivessem sido aprovadas pela ANVISA em caráter definitivo. Existem sim estados e municípios que estão adotando a separação entre os “imunizados e os que não quiseram se imunizar”.

Guaraciaba está entre os municípios que receberam lote extra de vacina, por fazer parte da região de fronteira, onde poderá ministrar a primeira dose do “imunizante” a toda população a partir dos 18 anos de idade. Segundo os números apresentados pela secretaria municipal da saúde, já receberam a primeira dose cerca de 98% da população. Para quem ainda não foi vacinado, as doses estão disponíveis nas unidades de saúde do município e é necessário apresentar um documento com foto, cartão do SUS, caderneta de vacinação e comprovante de residência.

Opinião

Estamos em meio a uma doença desconhecida, onde nem mesmo os cientistas são unânimes no que diz respeito a tratamento, tanto com remédios quanto com vacinas. Vários efeitos colaterais apareceram, uns com mais sintomas, outros com menos, mas o certo é que ele existe, assim como a ciência também não tem noção real do que poderá acontecer futuramente no organismo de quem foi submetido às doses do “imunizante”.

Apesar dos números de mortes por Coronavírus terem diminuído consideravelmente, atrelado é claro à vacinação, porém a liberdade individual do indivíduo está sendo deixada de lado. Pois os líderes políticos querem promover o apartheid em pleno século 21, separando os vacinados dos não vacinados, porém a pergunta simples e lógica que nenhum especialista ainda respondeu, ficando apenas no discurso emocional é; Se a vacina resolve para quem foi vacinado, por que obrigar quem não quer se vacinar, uma vez que a única vida que está em risco seria justamente de quem não quis o “imunizante”?

Bom vai aparecer os donos das variantes, pois é, estas pegam até mesmo os vacinados, ainda mais por algumas vacinas que nem vou entrar nos méritos de analisar, mas que não tem nem a terceira fase concluída, sem contar que para considerar uma vacina segura, precisa da quarta fase concluída e esta fase são ao menos  dois anos de estudos, porque não depende da tecnologia, mas sim das reações nos corpos das pessoas que receberam as doses, para daí sim fazer o aperfeiçoamento final e carimbar como eficaz. Agora serve apenas para dividir opiniões entre vacinados e não vacinados e fomentar o espírito ditador de alguns “coronéis de cidadelas”. 

Para finalizar uma pergunta extra: Onde foi parar a máxima do meu corpo minhas regras?

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barracão - PR Atualizado às 05h52 - Fonte: ClimaTempo
13°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 28°

Seg 26°C 13°C
Ter 28°C 10°C
Qua 31°C 11°C
Qui 32°C 13°C
Sex 28°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias